.

.

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

PMDB afasta Geddel hoje para tentar isolar crise

O ex-ministro Geddel Vieira Lima, preso na penitenciária da Papuda, deve pedir afastamento do PMDB nesta quarta-feira (13). A tendência é que a solicitação seja aceita pela cúpula do partido em reunião da Executiva nacional da sigla no mesmo dia. Geddel pedirá licença de suas funções como primeiro-secretário da direção nacional do PMDB e da presidência regional da legenda na Bahia.
A solicitação foi costurada com dirigentes do partido, em uma tentativa de isolar a crise aberta pela prisão do ex-ministro e amenizar a contaminação do presidente Michel Temer pelo episódio. Trata-se de uma decisão simbólica. Na prática, Geddel já não participa de nenhuma função partidária desde que foi preso, na sexta-feira (8), depois que a Polícia Federal encontrou um “bunker” em que estavam guardados R$ 51 milhões em dinheiro, atribuídos ao peemedebista.


Nenhum comentário:

Postar um comentário